São as feministas (e não os gays) que estão brigando pelo casamento gay na França

 
Publicado pelo Mix Brasil
 
A lei do casamento gay proposta pelo presidente francês François Hollande está causando protestos diários nas ruas de Paris. De um lado, os contrários à medida, liderados pelos grupos católicos e pelos partidos de oposição. De outro lado, os favoráveis ao casamento gay, liderados, principalmente, pelas feministas. São elas que estão enfrentando os conservadores. A pressão é tanta, que quando os dois grupos se encontram nas ruas, rola briga de verdade, com agressões físicas de ambos os lados.
 
O mais novo confronto foi protagonizado pelo grupo feminista ucraniano Femen que foi às ruas em uma ação contra a reação da Igreja Católica local para legalizar a união de homossexuais. O grupo católico Civitas organizou uma marcha e as feministas foram ao encontro de topless e gritavam “nos gays, nós confiamos”.
 
O confronto acabou em pancadaria entre os dois grupos. Os grupos LGBT também estão protestando, mas a ação destes grupos é mais discreto que das meninas. Eles não estão indo às ruas, mas agindo dentro das esferas políticas e do partido de Hollande. O receio dos ativistas LGBT que que o governo seja tão pressionado que acabe cedendo e retire a proposta já apresentada ao Congresso, ou a modifique.
 

Comentários