02/03/2013

Proposta de dar nome de ativista gay a aeroporto nos EUA causa reações

 
Publicado pelo G1
 
A possibilidade de que o nome de um ativista gay seja incorporado ao Aeroporto Internacional de San Francisco, nos EUA, está causando polêmica na cidade.
 
Em janeiro deste ano, David Campos, um político do município, criou um projeto para que o local passe a se chamar Aeroporto Internacional Harvey Milk, em homenagem a um dos primeiros políticos abertamente gays dos Estados Unidos.
 
Assassinado em 1978, Milk se converteu em símbolo do movimento pelos direitos dos homossexuais.
 
Sua trajetória ficou mais conhecida internacionalmente depois que foi levada às telas em um filme ganhador do Oscar, em 2008.
 
O projeto ainda precisa passar por votação, mas segundo uma pesquisa divulgada no fim de fevereiro, a maioria da população não concorda com a ideia.
 
De acordo com o levantamento, feito pela Câmara do Comércio de São Francisco, 61% dos moradores entrevistados se disseram contrários à mudança de nome e apenas 32% foram a favor.
 
O primeiro do mundo
 
Um dos apoiadores da proposta é o sobrinho do ativista, Stuart Milk, que dirige uma fundação internacional em memória de seu tio. Segundo ele, caso a proposta seja aprovada, seria o primeiro aeroporto do mundo que homenageia uma pessoa abertamente gay.
 
Para Stuart, adicionar um aeroporto aos lugares públicos com o nome de Harvey Milk seria um marco, já que os voos de e para São Francisco servem a 68 países nos quais a homossexualidade é ilegal.
 
Cerca de 41 milhões de passageiros passam pelo aeroporto de San Francisco a cada ano.
 
 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques