29/04/2013

Excomungado da Igreja Católica por apoiar gays, padre Beto declara: "Em outros tempos, eu já estaria na fogueira"

 
Publicado pelo Vírgula
 
Depois de atuar por 14 anos na Igreja Católica, o padre Roberto Francisco Daniel, o padre Beto, renunciou ao sacerdócio e acabou por ter sua excomunhão comunicada nesta segunda-feira (29) no site da Diocese de Bauru.
 
Tudo aconteceu após declarações regristradas num vídeo publicado no Youtube, no qual o padre questiona dogmas da Igreja Católica e fala com aceitação sobre assuntos como bissexualidade e homossexualidade. Com a repercussão, o bispo da Diocese de Bauru exigiu que padre Beto se retratasse, mas ele preferiu pedir seu desligamento da Igreja e celebrou sua última missa no último domingo (28).
 
Procurado pelo Virgula Lifestyle, o padre disse que preferiu sair da Igreja a agir com hipocrisia. “Não falo isso com orgulho, mas sinceramente não estou triste nem frustrado com o final do meu relacionamento com a Igreja Católica. Estou simplesmente esperando essa nova etapa da minha vida e com muita vontade de fazer coisas boas, como fiz até agora. Saio com a cabeça erguida, que é melhor do que ser hipócrita. Não me arrependo de nada que eu fiz em meu sacerdócio, foram momentos muito bons em minha vida. Espero mais desses momentos agora como ‘Beto’ ou até como ‘padre Beto’, mesmo que excomungado”, disse.
 
Com pensamentos progressistas, padre Beto defende uma revisão na moral sexual da Igreja Católica. Segundo ele, há que se considerar questões como métodos contraceptivos, masturbação e diversidade sexual. ................ “A moral sexual da igreja como um todo precisa ser revisada, pois está muito defasada. A igreja precisa discutir sobre esses assuntos, pois da maneira que está gera hipocrisia. Um exemplo básico é que a maioria dos casais usam anticoncepcionais, camisinha, fazem vasectomia, mas frequentam a igreja e fingem usar o método Billings (tabelinha), que é pregado pelos padres. Os jovens também já começam a sexualidade com culpa, através da masturbação, ato que a Igreja Católica considera individualista e pecaminoso”, disse.
 
“A Igreja precisa enxergar a diversidade na homossexualidade. Existem heterossexuais, bissexuais, homossexuais e não se pode fechar os olhos para essa realidade. Dois seres humanos que se amam e querem construir uma vida juntos têm o direito de ter a benção de Deus. Para Ele, não existe preconceito”, declarou.
 
Padre Beto ainda declarou que na Idade Média suas reflexões evoluídas fariam com que a Igreja o punisse em uma fogueira: “Por minhas reflexões estou sendo excomungado. Ainda bem que a pena máxima hoje em dia é a excomunhão, pois em outros tempos eu já estaria na fogueira”, concluiu.
 
Assista ao polêmico vídeo:
 
 
 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques