Jovem que se jogou de torre em Porto Velho era gay e rejeitado por família evangélica


Publicado pelo Rondonia em Pauta

Saulo de Assis Lima, 23 anos, morador do bairro Nacional, na manhã de sexta-feira, 19, subiu numa torre de telefonia e internet no bairro Liberdade e passou parte do dia ameaçando se matar. Ele cumpriu a ameaça à tarde, quando pulou para a morte após se desvencilhar de um dos bombeiros que tentava salvá-lo. O jovem passou pelo menos nove horas na torre. Por volta das 16 horas, se jogou de uma altura de cerca de 70 metros e morreu na hora.

“Esse rapaz que se matou, Saulo, foi meu aluno aos 15 anos em 2005. Que saudades. Aluno simples, quieto, porém sempre perguntava a mim por que eu era tão grandona? A família dele o expulsou de casa por ser aidético e por ter sido homossexual… certa vez na estrada de ferro Madeira Mamoré ele me disse (2012) que estava cansado de viver e que pedia todos os dias para que deus o levasse… a família dele evangélica não aceitou sua vida, sua rotina e virou as costas para ele… quem o ajudava era uma amiga que depois foi embora para Calama algo assim que consegui coletar… descanse em paz. Saulo…”. Escreveu a professora Victoria Angelo Bacon no seu facebook.

Comentários

  1. Deus! O que comentar. Somente pedir q descanse em paz e sua estada no novo mundo seja tranquila e com muita paz. Deus o ama e o amará , sempre.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Respeitamos opiniões contrárias às postagens contidas nesse site, mas solicitamos que evitem utilizar esse espaço para fazer propagandas, incluir conteúdos que não tenham vínculo com as postagens ou que visem agredir quem quer que seja. Obrigado!