Pai decide cruzar os EUA a pé após suicídio de filho gay

 
Publicado pelo ParouTudo
 
Há jornadas que são dolorosas, mas com um objetivo tão grandioso que são admiráveis. Joe Bell perdeu o filho, Jadin, de 15 anos. O garoto, homossexual, se suicidou em janeiro por não aguentar mais o bullying que sofria no colégio, em La Grande, no Estado norte-americano do Oregon.
 
O pai, agora, está cruzando o país, a pé, para conscientizar as pessoas do quão perigoso é o bullying. Bell partiu sábado, 20, do noroeste dos Estados Unidos e pretende passar por Estados do sul, como Texas e Lousianna, e chegar à outra ponta do país, em Delaware. Detalhe: Joe possui dois joelhos artificiais, depois de ter passado por cirurgias em 2010.
 
No caminho, o homem, que criou uma fundação contra o bullying, Faces for Change (Rostos para mudar), pretende parar em escolas para divulgar sua mensagem contra os ataques homofóbicos. A parada mais difícil será em Nova York. “Jadin queria viver um dia em Nova York”, conta sobre o filho, ao jornal “La Grande Observer”. Boa sorte, Joe Bell!
 
 

Comentários