18/04/2013

Transexuais desafiam rigor islâmico e se candidatam no Paquistão


Publicado pelo Page Not Found
 
Com informações da AFP O Paquistão é lar de muitos radicais islâmicos. O movimento fundamentalista Talibã também atua no país. Mas, aos poucos, a sociedade vai se transformando. E pelas urnas.

Resham e outras seis candidatas se tornaram as primeiras transexuais a disputar as eleições gerais do Paquistão, de acordo com a agência AP.

"Para mim é uma jihad participar das eleições. Tudo o que eu quero é o amor das pessoas", disse Resham.

As chances de vitória são insignificantes, mas as transexuais estão fazendo história e marcando posição aberta como grupo minoritário dentro de uma sociedade de maioria conservadora.

"Não me preocupo com a derrota. Estou disputando as eleições para provar que agora também faço parte da sociedade, e que temos direitos iguais", afirmou Lubna Lal, transexual que briga por votos em Jehlum.


 A candidata se prepara para fazer campanha eleitoral para o pleito de 11 de maio

Resham faz campanha em rua de Gujrat, onde mora

A transexual tem chamado atenção de eleitores dos dois sexos pelas ruas
 

Um comentário:

Sharon disse...

O LIXO, a merda é somente a religião, sempre é a porcaria da religião, porque fora isto, votos ela está conseguindo tanto de um sexo como do outro!!! No Brasil a religião é um LIXO tbm, aliás, no mundo todo, salvo os paises desenvolvidos de verdade onde pune religiosos xeretos, Canadá por ex.!

Marcador Em Destaques