Transexuais desafiam rigor islâmico e se candidatam no Paquistão


Publicado pelo Page Not Found
 
Com informações da AFP O Paquistão é lar de muitos radicais islâmicos. O movimento fundamentalista Talibã também atua no país. Mas, aos poucos, a sociedade vai se transformando. E pelas urnas.

Resham e outras seis candidatas se tornaram as primeiras transexuais a disputar as eleições gerais do Paquistão, de acordo com a agência AP.

"Para mim é uma jihad participar das eleições. Tudo o que eu quero é o amor das pessoas", disse Resham.

As chances de vitória são insignificantes, mas as transexuais estão fazendo história e marcando posição aberta como grupo minoritário dentro de uma sociedade de maioria conservadora.

"Não me preocupo com a derrota. Estou disputando as eleições para provar que agora também faço parte da sociedade, e que temos direitos iguais", afirmou Lubna Lal, transexual que briga por votos em Jehlum.


 A candidata se prepara para fazer campanha eleitoral para o pleito de 11 de maio

Resham faz campanha em rua de Gujrat, onde mora

A transexual tem chamado atenção de eleitores dos dois sexos pelas ruas
 

Comentários

  1. O LIXO, a merda é somente a religião, sempre é a porcaria da religião, porque fora isto, votos ela está conseguindo tanto de um sexo como do outro!!! No Brasil a religião é um LIXO tbm, aliás, no mundo todo, salvo os paises desenvolvidos de verdade onde pune religiosos xeretos, Canadá por ex.!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Respeitamos opiniões contrárias às postagens contidas nesse site, mas solicitamos que evitem utilizar esse espaço para fazer propagandas, incluir conteúdos que não tenham vínculo com as postagens ou que visem agredir quem quer que seja. Obrigado!