13/05/2013

Livro juvenil debate a questão homossexual sob a ótica de um menino de 12 anos

 
Visto no Sul21
 
Selecionado para o Prêmio Portugal Telecom, o romance juvenil O namorado do papai ronca, de Plínio Camillo, propõe-se a promover o debate sobre a questão homoerótica tendo como narrador um garoto de 12 anos. É um recorte de seis meses na vida do garoto Dante, de 12 anos, inteligente, articulado e louco por futebol, que precisa ir morar com pai numa cidade do interior quando sua mãe vai passar uns tempos na Itália para um curso. Há a necessidade de adaptar-se à nova cidade, nova casa, nova escola, e ainda conseguir novos amigos.

 
O título provocativo, segundo o autor, “nos faz refletir indiretamente sobre a questão homoerótica, uma vez que o pai relacionar-se com outro homem é o menor dos problemas do menino nessa fase de vida naturalmente tão conturbada”. Aliás, a maior implicância de Dante é que o namorado do seu pai ronca, só isso.

 
O turbilhão da vida de Dante é narrado em ritmo numa linguagem jovem e atualizada, que inova no estilo ficcional ao trazer diálogos e personagens em linguagem típica da Web, como as conversas instantâneas por Skype ou Chat. E mais, também inova ao apresentar os personagens via perfis de redes sociais, uma forma de contextualizar os diálogos e apresentar os personagens da história.

 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques