Cinco homens são presos por participarem de cerimônia de união gay na Arábia Saudita


Publicado pelo ParouTudo

A vida não é nada fácil para os homossexuais na Arábia Saudita. O país, famoso pelo petróleo e seus prédios altíssimos e luxuosos – que não cansam de virar reportagem em programas do Amaury Jr. e similares – ainda reprime e condena a homossexualidade.
 
Segundo o site britânico “Gay Star News”, cinco homens foram presos por participarem de uma cerimônia que celebrava uma união gay (algo que é proibido no país). A polícia invadiu uma casa, em Meca. Enquanto efetuava as prisões, a maioria dos convidados correu para as montanhas.
 
As penas aos homossexuais no país variam de prisão e açoitamento até a morte. E mesmo que você não receba nenhuma dessas punições, se for fichado na polícia como gay, isso já significa uma sentença de exclusão.
 
“Quanto aos cinco homens que estão detidos, mesmo que sejam liberados sem enfrentarem ação judicial, o seu sofrimento não vai acabar. Uma vez que o Hay’ah (polícia religiosa) tenha sua identidade no registro por ser gay, é muito provável que enfrente chantagem financeira e até mesmo sexual”, contou Ali, um estudante de Direito, à reportagem.
 
“Se as famílias souberem que um membro é gay, não é inédito que eles tentem matar a pessoa, a fim de evitar serem ‘envergonhados’. Se a palavra se espalha para o empregador ou a comunidade em geral, então, não só a pessoa é suscetível de perder seu trabalho, mas de se tornar um pária social”, afirmou o jovem.
 
 

Comentários

Postar um comentário

Respeitamos opiniões contrárias às postagens contidas nesse site, mas solicitamos que evitem utilizar esse espaço para fazer propagandas, incluir conteúdos que não tenham vínculo com as postagens ou que visem agredir quem quer que seja. Obrigado!