28/06/2013

Feliciano admite que projeto da "cura gay" não tem chances de ser aprovado

 
Publicado pelo Mix Brasil
 
O pastor Marco Feliciano admitiu pela primeira vez que o projeto de cura gay não passará pelas próximas comissões e não será aprovado. Em culto na cidade de Valinhos, no interior de São Paulo, ele disse: “Esse projeto já nasceu morto. Na comissão ele foi aprovado, mas eu sei que ele jamais irá passar no Congresso”.
 
Antes de o culto começar, Feliciano precisou enfrentar um grupo que protestava na porta da igreja. Com gritos como “me cura” e “fora Feliciano”, cerca de 20 jovens participaram do ato. 12 homens da Polícia Militar prepararam um cordão de isolamento para separar os manifestantes da entrada da igreja.
 
Para Feliciano, o projeto de cura gay foi prejudicado pelo movimento de protestos das ruas, ele acredita que o movimento LGBT se aproveitou dos protestos para incluir a pauta da cura gay e os deputados acreditarem que a rejeição ao tema é nacional.
 
 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques