Lutadora brasileira de MMA assume ser lésbica


Publicado pelo Parou Tudo
 
Jessica “Bate Estaca” Andrade, que será, em julho, a primeira lutadora brasileira de MMA a competir no UFC, assumiu-se lésbica para a revista “Tatame”, especializada em artes marciais.

“Não tenho vergonha de me assumir sexualmente. É uma escolha que cada um faz para si. Eu acho que se as pessoas têm preconceito, cada um tem sua opinião de pensar. Eu sou feliz do jeito que sou”, afirmou a atleta.

Coincidentemente, em sua primeira luta no UFC, em 27 de julho, Jessica vai enfrentar a primeira lutadora a sair do armário, Liz Carmouche. A competição, portanto, será histórica: um duelo inédito com duas atletas lésbicas.
 

Comentários