01/07/2013

Casal gay ganha green card após decisão da Suprema Corte dos EUA

 
Publicado pelo G1
 
Um estudante búlgaro de pós-graduação e seu marido americano são o primeiro casal gay dos EUA a ter seu pedido de green card aprovado após uma decisão da Suprema Corte favorável ao casamento entre homossexuais, segundo seus advogados.
 
Mas Traian Popov, que vive nos EUA com um visto de estudante, não vai poder ir visitar sua família na Bulgária por pelo menos seis meses, enquanto seu documento de permanência é feito.
 
E seu casamento com Julian Marsh, que ocorreu em Nova York, não vai ser reconhecido na Flórida, onde eles vivem.
 
"É inacreditável o impacto que isso tem", disse Marsh. "Eles te fazem sentir cada vez mais como um cidadão de segunda classe e que eles não te querem. É assim que eu me sinto em relação à Flórida."
 
"Estamos nos livros de história. Isto é totalmente incrível", disse Marsh.
 
Dois dias antes de o casal receber a notícia, o Supremo havia se manifestado sobre o casamento homossexual com duas decisões judiciais históricas, nas quais outorgava o reconhecimento aos casais homossexuais que já estavam casados.
 
Desta maneira, o Supremo invalidou a lei conhecida como Doma, de 1996, que definia o casamento como "a união entre um homem e uma mulher".
 
O Departamento de Segurança Interna não confirmou se o caso é o primeiro no país.
 
O advogado do casal, Lavi Soloway, do projeto Doma, disse que sua organização havia feito 100 petições em nome de casais do mesmo sexo desde 2010, e espera que mais delas sejam aprovadas nos próximos dias.
 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques