23/07/2013

Submundo: Justiça de Camarões condena pessoas à prisão por homossexualidade

 
Publicado pelo G1
 
Um tribunal do Camarões condenou nesta terça-feira um homem acusado de homossexualidade a dois anos de prisão e um menor a um ano, sob a mesma acusação.
 
Joseph Omgba foi declarado culpado por ultraje a menor e homossexualidade, e também vai ter de pagar uma multa equivalente a 76 euros para custear os gastos com a justiça.
 
Omgba, que poderá ser libertado pois já cumpriu dois anos de prisão preventiva, foi preso em 2011 em sua casa, onde se encontrava na companhia de outra pessoa que ia vender um vídeo pornográfico, segundo seus advogados. A homossexualidade é proibida em Camarões e pode ser punida com até cinco anos de prisão.
 
 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques