Apresentador russo é demitido depois de assumir ser gay ao vivo

Krasovsky era o editor-chefe do canal e está atualmente desempregado


Visto na Época

O apresentador russo Anton Krasovsky, 37 anos, foi demitido depois de revelar ser gay ao vivo no canal KontrTV. "Eu sou gay, e sou uma pessoa como você, minha querida audiência, como o presidente Putin, como o primeiro-ministro Medvedev e como os deputados da nossa Duma", disse Krasovsky. O vídeo de sua revelação foi retirado do site da TV e do YouTube.

Em entrevista à CNN, ele afirmou ter sido demitido na mesma noite em que fez a declaração. Krasovsky era o editor-chefe do canal e está atualmente desempregado.

A questão da homossexualidade na Rússia é um tema delicado para o país no momento. Ontem, a Fifa cobrou explicações das autoridades do país, sede da Copa do Mundo de 2018, sobre a lei que proíbe a propaganda homossexual. A lei, promulgada pelo presidente Vladimir Putin em julho deste ano, proíbe todo ato de ‘propaganda’ homossexual ante menores.

Comentários

  1. É o que eu digo: muito vergonhoso pra uma potência emergente como a Rússia. Malditos resquícios do autoritarismo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Respeitamos opiniões contrárias às postagens contidas nesse site, mas solicitamos que evitem utilizar esse espaço para fazer propagandas, incluir conteúdos que não tenham vínculo com as postagens ou que visem agredir quem quer que seja. Obrigado!