Astro da série 'Prison Break' revela ser gay e recusa convite para viajar à Rússia


Visto na Folha 

O astro da série "Prison Break", Wentworth Miller, revelou ser gay em carta que escreveu para rejeitar um convite ao Festival Internacional de Cinema de São Petesburgo, onde ele seria homenageado. 

"Como alguém que já aproveitou visitas à Rússia no passado e pode até mesmo dizer que tem ascendência russa, ficaria muito feliz em dizer 'sim'. No entanto, como um homem gay, eu tenho de recusar", escreveu Miller em carta à diretora do festival, Maria Averbakh. 

Depois, o ator cita o aumento da repressão na Rússia contra os homossexuais, com uma série de leis que restringem os direitos dos gays no país. 

"Me sinto profundamente perturbado pelo tratamento e atitude atuais do governo russo contra homens e mulheres gays", escreve. "A situação não é de maneira alguma aceitável, e eu não posso, em sã consciência, participar de uma celebração num país em que pessoas como eu estão tendo seus direitos básicos de viver e amar livremente negados." 

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, recentemente sancionou leis que proíbem a "apologia" à homossexualidade, a adoção de crianças nascidas na Rússia por casais gays no país e no resto do mundo e autorizam a prisão de turistas gays ou suspeitos de serem homossexuais ou simpatizantes. 

Miller estrelou a série "Prison Break", um sucesso da Fox, entre 2005 e 2009. Ele nunca havia se declarado gay publicamente antes da carta, mostrada na internet pela organização não governamental GLAAD, que luta contra a difamação dos homossexuais na mídia. 

Comentários