24/08/2013

"Tatuagem", filme de Hilton Lacerda sobre caso de amor gay, vence Festival de Gramado


Visto na Folha

"Tatuagem", de Hilton Lacerda, foi escolhido o melhor filme nacional pelos jurados do 41º Festival de Cinema de Gramado.   

O longa conta a história do teatro Chão de Estrelas, grupo ligado ao deboche e à anarquia. Os personagens Clécio e Fininha iniciam uma relação homossexual tendo como pano de fundo a ditadura militar, durante o ano de 1978. 

A dupla Andradina Azevedo e Dida Andrade recebeu o Kikito de melhor direção por "A Bruta Flor do Querer", primeiro longa-metragem de ambos, que trabalham juntos desde 2007. 

Domingos Oliveira recebeu o Kikito de melhor roteiro por "Primeiro Dia de Um Ano Qualquer". 

A Leandra Leal foi concedido o prêmio de melhor atriz por sua atuação em "Éden". O de melhor ator foi para Irandhir Santos ("Tatuagem"). 

Walmor Chagas, por "A Coleção Invisível", venceu como melhor ator coadjuvante. O longa foi o último trabalho do ator, que cometeu suicídio em janeiro de 2013, aos 82 anos. Clarisse Abujamra, pelo mesmo filme, levou o Kikito de melhor atriz coadjuvante. 

"Repare Bem", de Maria de Medeiros, recebeu o prêmio de melhor filme estrangeiro. 

A história mostra o percurso do jovem guerrilheiro Eduardo Leite "Bacuri", que morreu em 1970 nas mãos da ditadura militar brasileira. 

O Kikito para o longa surpreendeu, uma vez que "Cazando Luciérnagas" estava ganhando quase tudo na categoria de filmes estrangeiros: melhor fotografia para Eduardo Ramírez González; melhor roteiro para Carlos Franco Esguerra, melhor atriz para Valentina Abril --que nunca havia atuado antes--, e melhor diretor para Roberto Flores Prieto. 

O melhor curta-metragem foi concedido a "Acalanto", adaptação do conto "A Carta", do escritor moçambicano Mia Couto. O filme também levou a melhor direção para Arturo Saboia 

Ainda nas categorias relativas a curtas-metragens, destaque para a presença de dois críticos de cinema que participaram dos elencos de dois filmes: Jean-Claude Bernadet --atua em "A Navalha do Avô", melhor roteiro em curta-metragem-- e Enéas de Souza --está em "Os Filmes Estão Vivos", prêmio especial do júri em curta-metragem. 

O baiano Othon Bastos, 80, recebeu da organização o Kikito de Cristal. O ator, que já participou de 75 filmes e inúmeras novelas, dedicou o prêmio a todos colegas profissionais da interpretação do país. 

Bastos foi o primeiro ator a ser homenageado com a premiação, que até então havia sido concedida apenas a diretores. 

A curadoria desta 41º edição do festival foi composta pelo ator e diretor José Wilker, pelo jornalista Marcos Santuario e pelo crítico de cinema Rubens Ewald Filho. 


Confira a lista completa dos vencedores: 

CURTA-METRAGEM 

Melhor Filme
"Acalanto" 

Melhor Diretor
Arturo Sabóia, por "Acalanto" 

Melhor Ator
Kauê Telloli, por "A Navalha do Avô" 

Melhor Atriz
Léa Garcia, por "Acalanto" 

Melhor Roteiro
Francine Barbosa e Pedro Jorge, por "A Navalha do Avô" 

Melhor Fotografia
Ale Sameri, por "Arapuca" 

Melhor Montagem
Gilberto Scarpa e Vinícius Gotardelo, por "Merda" 

Melhor Trilha Musical
Luis Olivieri, por "Acalanto" 

Melhor Direção de Arte
Rogério Tavares, por "Acalanto" 

Melhor Desenho de Som
Tiago Bela, Rita Zarti, Marcelo Lopes da Silva, por "Tomou Café e Esperou" 

Prêmio Especial do Juri
"Os Filmes Estão Vivos" 

Menção Honrosa
"Carregadores de Monte" 

Prêmio Canal Brasil
"A Navalha do Avô", de Pedro Jorge 

Prêmio Dom Quixote
"Repare Bem", de Maria de Medeiros 

Menção Honrosa: "A Oeste do Fim do Mundo", de Paulo Nascimento, e "Venimos de Muy Lejos", de Ricardo Piterbarg 

Júri da Crítica
Melhor Curta-metragem: "Os Filmes Estão Vivos", de Fabiano de Souza e Milton do Prado
Melhor Longa-metragem estrangeiro: "Repare Bem", de Maria de Medeiros
Melhor longa-metragem brasileiro: "Tatuagem", Hilton Lacerda 

LONGA-METRAGEM ESTRANGEIRO 

Melhor Filme
"Repare Bem", de Maria de Medeiro 

Melhor Diretor
Roberto Flores Prieto, por "Cazando Luciérnagas" 

Melhor Ator
Cesar Troncoso, por "A Oeste do Fim do Mundo" 

Melhor Atriz
Valentina Abril, por "Cazando Luciérnagas" 

Melhor Roteiro
Cesar Franco Esguerra, por "Cazando Luciérnagas" 

Melhor Fotografia
Eduardo Ramirez Gonzalez, por "Cazando Luciérnagas" 

Prêmio Especial do Juri
Grupo de Teatro Comunitário Catalinas Sur em "Venimos de Muy Lejos" 

LONGA-METRAGEM NACIONAL 

Melhor Filme
"Tatuagem", de Hilton Lacerda 

Melhor Diretor
Andradina Azevedo e Dida Andrade, por "A Bruta Flor do Querer" 

Melhor Ator
Irandhir Santos, por "Tatuagem" 

Melhor Atriz
Leandra Leal, por "Éden" 

Melhor Roteiro
Domingos Oliveira, por "Primeiro Dia de Um Ano Qualquer" 

Melhor Fotografia
Gallo Rivas, por "A Bruta Flor do Querer" 

Melhor Montagem
Karim Harley, por "Os Amigos" 

Melhor Trilha Musical
Dj. Dolores, por "Tatuagem" 

Melhor Direção de Arte
Eloar Guazelli e Pilar Prado, "Até Que A Sbórnia Nos Separe" 

Melhor Desenho de Som
Edson Secco, por "Éden" 

Melhor Ator Coadjuvante
Walmor Chagas, por "A Coleção Invisível" 

Melhor Atriz Coadjuvante
Clarisse Abujamra, por "A Coleção Invisível" 

Prêmio Especial do Juri
"Revelando Sebastião Salgado" 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques