Clubes ingleses se recusam a participar de campanha gay

 
Publicado pelo Guia do Boleiro
 
Com alguns dias do início da campanha pela utilização de cadarços coloridos para apoiar a causa gay no futebol, os clubes ingleses estão se mostrando irritados com alguns aspectos do movimento e se recusando a aderir à iniciativa.
 
Entre as principais causas, alegadas pelos clubes, da não-adesão estão o uso de um tema delicado para publicidade gratuita da empresa por trás da campanha, a falta de organização dos responsáveis e a exposição “forçada” dos times na campanha.
 
Na noite do último domingo, o jogador do Queens Park Rangers, o meia Joey Barton, havia anunciado sua adesão à campanha ao postar em seus perfis no Twitter e Facebook fotos com sua chuteira envolta por um cadarço colorido.
 
Depois de alguns dias, outros jogadores do futebol inglês mostraram seu apoio à causa organizada por um grupo que luta pelos direitos gays denominado Stonewall e por um site de apostas da Irlanda, Paddy Power. Os dois enviaram aos clubes esses cadarços coloridos que simbolizam a causa gay.
 
Liverpool, Manchester United, Tottenham e West Ham (time patrocinado por uma empresa de apostas concorrente), segundo o jornal inglês Daily Mail, não vão aderir a campanha. Ainda de acordo com a publicação, uma foto foi tirada, e postada posteriormente, da entrega dos cadarços para um clube, dando a ideia de que o time já havia aderido à iniciativa.
 
Um funcionário do Tottenham disse ao jornal inglês: “Mesmo que a mensagem da campanha seja positiva e nós apoiamos, infelizmente ninguém nos consultou antes do início do movimento, o que aconteceu com todos os outros clube.”

Comentários