James Franco revela: 'Quem dera eu fosse gay'

 
Publicado pela Revista Quem
 
James Franco, 35, nunca deu bola sobre os rumores relacionados à sua orientação sexual. Maior prova disso foi a entrevista concedida pelo ator, nessa segunda-feira (9), ao jornalista Marlow Stern, do site The Daily Beast.
 
"Ótimo! Que venham as piadas gays! Porque elas não são nenhuma ofensa. Eu nem ligo para o fato de as pessoas acharem que sou homossexual. Eu gostaria... quem dera eu fosse gay", revelou o galã, que estreia no dia 29, no Festival de Cinema de Nova York, o que pode ser um de seus papéis mais polêmicos.
 
Em Child of God, ele interpreta um assassino necrófilo, ou seja, que tem prazer em fazer sexo com suas vítimas após assassiná-las. Pelo depoimento do bonitão, um de seus mais recentes filmes, Interior Leather Bar, que ele dirige e estrela, nem parece fazer cócegas em sua sexualidade. E olha que o longa traz doses fortes de homossexualidade, sadomasoquismo e voyeurismo.
 
"Filmes são um lugar em que as pessoas projetam coisas e se identificam com os personagens. É a mesma coisa que acontece com os atores fora de seus papéis - e tem sido assim desde que Hollywood surgiu", explicou ele, que também já interpretou um homossexual em Uivo, sobre o poeta beatnik Allen Ginsberg.
 
Durante a longa entrevista, Franco ainda fala que muito se especula sobre a sexualidade dos astros. "Minha relação com minha imagem pública nos últimos quatro, cinco anos, se tornou mais estranha, porque eu olho para esta imagem e sou eu, e não sou eu, então se algumas pessoas querem usar isso de acordo com seus propósitos e necessidades, estou tranquilo", explicou, referindo-se aos muitos fãs gays que gostariam que ele não fosse heterossexual.
 
O estopim dos rumores com relação à orientação sexual do galã foi em 2010, quando se travestiu para as lentes do renomado fotógrafo Terry Richardson, em um ensaio para capa e recheio da revista Candy. "Piadas gays nunca foram um problema. Quando as pessoas tiram um sarro de mim por ser gay é como 'faça isso o dia todo'. Não me incomoda em nada."
 
 

Comentários