07/09/2013

Obama defende direitos civis junto de militantes gay russos

 
Publicado pela EuroNews
 
“O papel de um bom governo é o de dar espaço à sociedade civil”, afirmou Barack Obama, durante um encontro com militantes da causa gay e lésbica em São Petersburgo.
 
Uma reunião simbólica, à margem da cimeira do G20, onde Obama sublinhou a importância do respeito pelos direitos humanos.
 
O presidente norte-americano evitou, no entanto criticar a atual lei russa que proíbe marchas ou manifestações da comunidade como “propaganda homossexual”.
 
“Obama afirmou que não pode dar prioridade apenas à questão dos direitos humanos pois há outros temas que dominam as relações bilaterais. Eu não estou de acordo pois ao ignorar a questão dos direitos humanos está também a diminuir a possibilidade de cooperação noutras áreas”, afirmou o ativista Igor Kochetkov, à saída da reunião com o presidente norte-americano.
 
Obama, que encorajou os militantes dos direitos cívicos russos, foi também alvo de críticas por parte de alguns ativistas que decidiram não comparecer na reunião, em protesto contra a campanha de Washington para lançar uma intervenção militar na Síria.
 
 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques