Travesti ganha prêmio nacional por ações de saúde desenvolvidas no RN

 
Publicado pelo G1
 
A ativista em defesa dos direitos travestis, Jaqueline Brasil, receberá o Prêmio Dr. Eduardo Barbosa pelo trabalho desenvolvido no Rio Grande do Norte através da ONG Atrevida. A homenagem será no próximo sábado (28), no Teatro Alberto Martins, em Camaçari, na Bahia.
 
Realizado pelo Grupo Gay de Camaçari (GGC), a premiação tem o objetivo de reconhecer o trabalho de pessoas e atuação de órgãos públicos e entidades da sociedade civil no combate às expressões da homofobia, promoção da saúde e criação de climas favoráveis de paz para LGBT da Bahia e do Brasil.
 
A ONG Atrevida foi fundada em 2008, em Natal, e atua na promoção da saúde de travestis, além da inclusão no mercado de trabalho, combate à violência, inclusão nas escolas e na defesa da 'cidadania trans'. “Nós atuamos em várias frentes em defesa dos direitos dos travestis e temos um trabalho diferenciado na inclusão de travestis com o viuris HIV em políticas públicas de saúde", disse Jaqueline Brasil.
 
Jaqueline Brasil também trabalhou pela homologação do decreto Eestadual nº 22.331 de 2011, que tornou lei o direito das travestis e transexuais de serem identificadas pelo correspondente nome social em todos os atos e procedimentos realizados no âmbito do Poder Executivo Estadual.
 
 

Comentários