Argentina tem sua primeira criança transexual a ganhar documento com novo nome

 
Publicado pelo O Vale
Por Lígia Mesquita
 
Luana ou Lulu, de apenas 6 anos, passou a ser a primeira criança transexual na Argentina a conseguir um DNI, o RG argentino, com uma nova identidade. O documento foi entregue nesta quarta (09) à mãe da garota, Gabriela.
 
A partir de agora ela deixará para trás seu nome de nascimento, Manuel, e será oficialmente Luana.
 
"Quero agradecer aos que confiaram na identidade da minha filha, àqueles que respeitaram seus desejos e o que ela sentia, que respeitaram seus direitos, porque esse DNI ganhou Luana com sua luta. A única coisa que fiz foi acompanhá-la", disse Gabriela (que não informa o sobrenome), durante a entrega do documento na sede do Banco da Província de Buenos Aires, na capital federal.
 
"Lulu está há uma semana feliz. Ela vive [esse momento] com festa, até me pediu um bolo", contou a mãe da garotinha.
 
Na cerimônia, Alberto Pérez, chefe de gabinete do governo estadual de Buenos Aires, disse que o momento era uma emoção.
 
"E tem a ver com a decisão do governo da província de Buenos Aires de colocar em vigência os novos direitos e a Convenção de Direitos das Crianças."
 

Comentários