Bilhete de cliente cristão para garçom gay gera polêmica

Publicado pelo Gospel Prime
 
A pequena cidade de Overland Park, Kansas, tem vivido uma polêmica nos últimos dias. Um cliente do restaurante italiano Carrabba deixou um bilhete para um empregado gay que irritou muitas pessoas.
 
Quando o garçom, que preferiu não se identificar à imprensa, foi pegar a conta paga de uma refeição, não havia gorjeta. E mais, uma mensagem escrita no verso do papel dizia: “Obrigado por seu serviço, foi excelente. Dito isto, não poderia deixar uma gorjeta com a consciência tranquila. Seu estilo de vida homossexual é uma afronta a Deus. Que Deus tenha misericórdia de você”.
 
 
 
O assunto foi parar nas redes sociais e gerou uma enxurrada de críticas à postura do cliente cristão. Termos como “homofobia” e “preconceito” foram os mais usados. Não faltou quem ofendesse a fé do homem que deixou o bilhete, acusando os cristãos de não amarem os gays. Muitos amigos do garçom e clientes do restaurante farão uma manifestação de apoio no seu local de trabalho.
 
Procurado pelo canal de TV KMBC, o servidor alega que não precisa se defender e que seu estilo de vida não afeta seu profissionalismo. “Prefiro deixar a minha ética de trabalho e meu serviço falar, nada mais”, afirmou.
 
Vários dos clientes entrevistados se mostraram contrários a posição da pessoa que deixou o bilhete e o recriminam por usar o nome de Deus para julgar alguém. O Carrabba declarou apenas que a empresa defende a diversidade e não vai tolerar discriminação de empregados ou convidados.
 
A situação lembra outro caso ocorrido no início deste ano. Após uma refeição num restaurante em Saint Louis, uma cliente cristã também deixou um bilhete. Ao receber a conta, percebeu o valor da gorjeta era 18%. Usando uma caneta para substituir o oito por um zero, escreveu: “Eu dou 10% para Deus, por que você recebe 18?” Em seguida, assinou “Pastora Alois Bell”.
 
A garçonete que recebeu a conta, postou a imagem do recado mal-humorado numa rede social. Abaixo, colocou uma mensagem “Foi mal, pastora, tenho certeza que Jesus vai pagar meu aluguel e as compras do mês”. A imagem viralizou e acabou chegando ao conhecimento da pastora, que ligou para o gerente da Applebee na cidade. A garçonete foi demitida por justa causa. A empresa alega que ela violou o “direito à privacidade” da cliente. Com informações de KMBC.
 
 

Comentários