14/10/2013

Companhia aérea pede desculpas a passageiro por mala que apareceu com os dizeres "eu sou gay"

 
Publicado pela Exame
 
Ter as malas estragadas durante uma viagem aérea é algo muito comum. A de um australiano, porém, sofreu um "dano" bastante inusitado: quando veio pela esteira rolante do aeroporto, a bagagem tinha os selos da companhia aérea Jetstar - uma subsidiária de descontos da Qantas na Austrália e na Nova Zelândia - organizados em sequência, formando a frase "I am gay" (eu sou gay, em português), em letras maiúsculas. A informação é do Huffington Post.
 
No site, foi reproduzida a foto publicada no Twitter de um homem que utiliza o nome "Sleepysaurus Rex!" na rede social, na qual aparece uma mala vermelha com os dizeres em branco, formados pelos selos.
 
A foto foi postada no domingo. Em um blog criado para explicar o caso, o anônimo conta que sua mala era a primeira na esteira de bagagens e que o local estava lotado de passageiros que esperavam para recolher seus pertences. Ele diz ainda que, primeiramente ficou surpreso e logo depois envergonhado, ao perceber que as outras pessoas o olhavam "de cima em baixo".
 
O australiano escreve ainda: "sou um homem, branco e heterossexual. Esse trio de privilégios significa que eu não sou rotineiramente submetido a preconceito. Mas por alguns minutos, eu andei sobre os calçados de uma pessoa gay em um lugar público. Por nenhuma razão, eu tive esse estigma marcado em minha bagagem. Foi degradante. Foi vergonhoso. Eu fui humilhado".
 
O homem diz também que a Jetstar entrou em contato com ele para oferecer um "sincero pedido de desculpas", pelo qual ele se diz "muito agradecido". Ele conta ainda que a companhia está conduzindo uma séria investigação sobre o caso, com a qual ele está colaborando. Por fim, o anônimo afirma: "este incidente não é sobre mim. É sobre o que a sociedade acha aceitável".
 
 

Um comentário:

Herbert Mauch disse...

Existe homofobia até para heteros?! Esse mundo ta ficando cada vez mais dificil de lidar...

Marcador Em Destaques