05/10/2013

Gays de ‘Amor à Vida’ rendem prêmio a Walcyr Carrasco

 
Publicado pela Folha
 
Félix (Mateus Solano) e o casal gay Eron (Marcello Antony) e Niko (Thiago Fragoso) não renderam só polêmicas para o autor Walcyr Carrasco.
 
O criador de “Amor à Vida”, da Globo, receberá no dia 15 o Prêmio Rio Sem Preconceito, entregue pela prefeitura do Rio de Janeiro àqueles que contribuiram com ações para acabar com o preconceito e a favor da diversidade.
 
Oferecido pela Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual da Prefeitura do Rio, a iniciativa chega a sua segunda edição. O troféu será entregue a figuras importantes na luta pela diversidade, pluralidade e contra qualquer tipo de discriminação.
 

Um comentário:

Anônimo disse...

Desculpem minha sinceridade, mas eu não aguento ver os gays da novela. Principalmente o casal. Pra mim, Felix e Anjinho tem um aprofundamento muito maior do que Niko e Eron.
Sei, que aos poucos temos cada vez mais representação, mas não sei até que ponto a novela da globo é uma aliada, ou apenas mostra, salvo o Félix, gays sem uma vida afetiva ou sexual.

Marcador Em Destaques