Gays de ‘Amor à Vida’ rendem prêmio a Walcyr Carrasco

 
Publicado pela Folha
 
Félix (Mateus Solano) e o casal gay Eron (Marcello Antony) e Niko (Thiago Fragoso) não renderam só polêmicas para o autor Walcyr Carrasco.
 
O criador de “Amor à Vida”, da Globo, receberá no dia 15 o Prêmio Rio Sem Preconceito, entregue pela prefeitura do Rio de Janeiro àqueles que contribuiram com ações para acabar com o preconceito e a favor da diversidade.
 
Oferecido pela Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual da Prefeitura do Rio, a iniciativa chega a sua segunda edição. O troféu será entregue a figuras importantes na luta pela diversidade, pluralidade e contra qualquer tipo de discriminação.
 

Comentários

  1. Desculpem minha sinceridade, mas eu não aguento ver os gays da novela. Principalmente o casal. Pra mim, Felix e Anjinho tem um aprofundamento muito maior do que Niko e Eron.
    Sei, que aos poucos temos cada vez mais representação, mas não sei até que ponto a novela da globo é uma aliada, ou apenas mostra, salvo o Félix, gays sem uma vida afetiva ou sexual.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Respeitamos opiniões contrárias às postagens contidas nesse site, mas solicitamos que evitem utilizar esse espaço para fazer propagandas, incluir conteúdos que não tenham vínculo com as postagens ou que visem agredir quem quer que seja. Obrigado!