25/10/2013

Gays que se uniram após concurso de beleza continuam concorrendo nas passarelas

 
 
Publicado pelo G1
 
O publicitário Danilo Moraes, de 26 anos, e o cabeleireiro Kleber Sabbadin, de 36 anos, conquistaram em setembro deste ano o primeiro e o segundo lugares no concurso Mister Gay 2013, em Sertãozinho (SP). Concorrentes na passarela, eles acabaram se unindo pouco tempo depois na vida real. Há um mês, Danilo e Kleber formam o ‘casal Mister Gay’ - eles assumiram o romance sem deixar de lado as disputas que elegem o mais belo gay da região.
 
Segundo o casal, quando as primeiras pessoas ficaram sabendo sobre o namoro, houve quem dissesse que o concurso em Sertãozinho havia sido ‘marmelada’, mas depois elas entenderam que a disputa foi legítima. "Somos dois homens que se gostam e não há errado nisso", diz Danilo. A união serviu para que os dois ficassem ainda mais engajados na luta contra o preconceito.
 
 
Kleber e Danilo contam que se viram pela primeira vez no concurso em Sertãozinho, que aconteceu no dia 7 de setembro. Danilo conta que no dia do desfile mal conseguiu conversar com o cabeleireiro. "Nos vimos só pelos corredores, porque foi muita correria. Conversei mais com uma amiga do Kleber que estava de acompanhante dele. E comentei sobre ele com um amigo meu que estava no concurso", lembra.
 
A amiga de Kleber foi quem acabou dando uma ‘forcinha’ para a aproximação do casal. "Ela começou a ter mais contato com o Danilo. Trocamos umas ideias, até que um dia conseguimos marcar um encontro na minha casa. Organizei um jantar e foi aí que a gente começou a se conhecer melhor. Isso foi uma semana depois do concurso. Já começamos a namorar", conta Kleber.
 
A primeira aparição em público do casal Mister Gay foi em Serrana (SP), durante a parada gay do município. "Fui representar uma ONG e o Danilo foi comigo. A partir daí assumimos o namoro", conta o cabeleireiro. A reação de algumas pessoas, no entanto, não foi tão favorável à primeira vista. "O pessoal reconheceu a gente, mas a princípio viu de forma negativa. Chegaram a fazer comentários de que fomos comprados no desfile em Sertãozinho, esse tipo de coisa. Mas depois viram que estávamos juntos porque nos gostamos de verdade", afirma Danilo.
 
Mas o concurso de beleza que uniu Danilo e Kleber, não foi o último de suas vidas. Neste sábado (26), eles participam da disputa que vai eleger o mais belo gay de Ribeirão Preto (SP) e são concorrentes. Apesar da ‘briga’ na passarela, o casal diz torcer um pelo outro. "A premiação é uma viagem para o Rio de Janeiro com acompanhante. Estamos torcendo para um de nós dois podermos ganhar, para fazermos nossa primeira viagem juntos", diz Kleber.
 
Mesmo lembrando da paquera que surgiu entre eles nos bastidores em Sertãozinho, Danilo e Kleber dizem confiar um no outro e até brincam com um possível assédio de outros competidores. “Quero ver se na competição em Ribeirão ele vai arrumar outro Mister Gay. Eu estou de olho”, diz Danilo.
 
Contra a homofobia
 
 
 
Além dos planos de construir uma vida a dois em Ribeirão Preto, o casal acredita que o romance é um passo importante contra a homofobia. "O gostoso de tudo é mostrar nosso relacionamento e abrir o peito para a diversidade. É mostrar que existe esse carinho e esse amor entre homossexuais. É um apoio, de certa forma, para aqueles que se sentem reprimidos com a homossexualidade", afirma.
 
Danilo diz ainda que o relacionamento pode estimular a aceitação da sociedade. "Tem muita gente que vê [casais homossexuais], respeita, mas não aceita. Assim como também pensam muito que o grande sonho do homossexual é mudar de sexo. E não é bem assim. Então, acho que o fato de a gente se assumir contribui para que as pessoas vejam que são dois homens que se gostam e que não há nada de errado nisso", conclui.
 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques