Bangladesh reconhece 'hijras'como terceiro sexo

 
Publicado pelo Parou Tudo
 
O primeiro-ministro de Bangladesh, Shiekh Hasina, anunciou, na segunda-feira, 11, que o governo do país deve reconhecer os “hijras” como um terceiro gênero.
 
Em sua maioria fisiologicamente masculinos mas com identidade feminina e associados como transexuais, os “hijras” não se sentem mulheres nem gays.
 
Com a decisão do governo, eles, agora, poderão ser identificados como “hijras” em todos os documentos, inclusive passaportes.
 
A medida visa acabar com a discriminação na educação, saúde e habitação. “Há ao menos 10 mil hijras em Bangladesh”, afirmou o secretário de Gabinete, Muhammad Musharraf Hossain Bhuiyan.
 
Muitos hijras ganham a vida como profissionais do sexo ou mendigando. Parte da população acredita que pode ser amaldiçoada por hijras, então, lhes dá dinheiro nas ruas. A medida pode ajudar a inibir a perseguição e a discriminação. Já a homossexualidade é punida com prisão de até 10 anos no país.
 
 

Comentários

  1. Acho que rotular toda uma população não vai realmente ajudar a combater a perseguição e a descriminação. Para começo de conversa, eles deveriam 'legalizar' a homossexualidade, só acho. Curioso que todo mundo fique puto com a Rússia e suas leis homofóbicas (nada contra, claro, estou disposto a xingar o Putin a hora que for), mas ninguém protesta contra Bangladesh e tantos outros países com leis abertamente homofóbicas. Não sei bem por onde começar, mas acho que matar a hipocrisia é um bom começo.
    Ótima notícia e lindo blog! Beijo na bunda xD

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Respeitamos opiniões contrárias às postagens contidas nesse site, mas solicitamos que evitem utilizar esse espaço para fazer propagandas, incluir conteúdos que não tenham vínculo com as postagens ou que visem agredir quem quer que seja. Obrigado!