Senado do Havaí aprova legalização do casamento gay

 
Publicado pelo O Globo
 
O senado do Havaí aprovou nesta terça-feira um projeto que legaliza o casamento gay, permitindo que milhares de casais homossexuais que vivem no estado americano, além de turistas, possam se casar a partir do dia 2 de dezembro. A lei, aprovada por 19 votos a quatro durante uma sessão especial será agora assinada pelo governador Neil Abercrombie - que indicou que pretende promulgar rapidamente a nova lei.
 
Palmas e algumas vaias tomaram a galeria quando a votação foi encerrada. A presidente do Senado, Donna Mercado Kim, que votou contra o projeto, bateu o martelo e pediu ao público que se acalmasse. A medida é o ápice de duas décadas de debate no estado, onde duas mulheres pediram uma licença de casamento, em 1990, desencadeando uma batalha judicial e eventual discussão nacional sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo.
 
O caso levou o Congresso a aprovar a Lei de Defesa do Casamento, em 1996, que determinava que a proibição do casamento homossexual era discriminatória. Uma pesquisa da Universidade do Havaí afirma que a nova legislação deve impulsionar o turismo em cerca de US$ 217 milhões ao longo dos próximos três anos.
 
A votação coloca o Havaí ao lado de Illinois, onde um projeto de lei legalizando o casamento gay também está aguardando a assinatura do governador. Outros 14 estados americanos e o Distrito de Columbia já permitem o casamento do mesmo sexo.

Comentários