Suécia abre o primeiro lar de idosos LGBT

 
Publicado pelo Dezanove
 
Abriu esta semana, na Suécia, o primeiro lar de terceira idade especificamente para a comunidade LGBT de Estocolmo. A casa chama-se Regnbågen, que se traduz por arco-íris, e após vários anos de trabalho conseguiu ser inaugurada, com a celebração dos futuros residentes do lar e apoiantes.
 
“Este pode ser o primeiro lar de idosos gay-friendly na Suécia, mas certamente não será o último” são as palavras de Lars Mononen, vice-presidente do lar. O mesmo acrescenta que esta casa irá trazer “uma segurança extra ” e um sentido de “comunidade ativa”, promovendo “contato entre vizinhos, em vez de evitá-lo”.
 
O lar “Arco-Íris” irá acolher maioritariamente adultos com idade igual ou superior a 55 anos, num complexo que conta com mais de 27 quartos.
 
O objetivo é promover a integração social e convívio num fase mais avançada da vida, porque geralmente “não temos filhos, e por vezes perde-se o contato com a família. E quando se para de trabalhar sente-se falta de interação social”, explica o vice-presidente.
 
Respondendo ao medo de poder ser uma medida que contribui para a exclusão da comunidade LGBT, o presidente Christer Fällman esclarece que não será visto como um “voltar ao armário. Qualquer pessoa será autorizada a viver aqui. Pretende-se que seja uma outra forma de integração”.
 

Comentários