Participante de reality americano é afastado por homofobia

 
Publicado pela Globo.com
 
Phil Robertson, o patriarca da família de caipiras americanos retratada no reality "Os reis dos patos" ("Duck Dynasty"), do A&E, foi afastado do programa por causa de comentários homofóbicos numa entrevista à revista "GQ".
 
Robertson, de 67 anos, afirmou que a homossexualidade é um pecado comparável à zoofilia. A entrevista, em inglês, está no site da revista.
 
As opiniões causaram rebuliço entre os mais importantes grupos de defesa LGBT, como GLAAD e The Human Rights Campaign, que divulgaram cartas de repúdio.
 
Na noite de quarta-feira (18), o canal A&E comunicou o afastamento "por tempo indeterminado" de Robertson.
 
“Estamos extremamente decepcionados com os comentários de Phil Robertson na "GQ", baseados em suas crenças pessoais, que não são refletidas na série "Duck Dynasty”. Suas opiniões de forma alguma refletem as do canal, que sempre apoiou fortemente a comunidade LGBT. O canal colocou Phil em um hiato de gravações por tempo indeterminado", lia o texto.
 
A atitude não é algo simples para o A&E. A série, que estreia a quinta temporada em 15 de janeiro, se tornou a mais assistida (de não-ficção) da história da TV fechada americana, quando o episódio de estreia da quarta temporada registrou o recorde de 11.8 millões de espectadores, em agosto.
 

Comentários