Rio de Janeiro celebra maior casamento gay coletivo do mundo

 
Publicado pelo Terra
Fotos da UOL
 
O maior casamento gay coletivo do mundo, segundo os organizadores, que reuniu 132 casais, foi realizado neste domingo em um tribunal do Rio de Janeiro em um ato que reivindica a igualdade dos cidadãos perante a lei.
 
 
A cerimônia foi celebrada no auditório da Escola de Magistratura do Rio de Janeiro e garantirá a todos os casais os mesmos direitos e deveres que as uniões entre homens e mulheres.
 
Os 132 casais já tinham o documento de união estável, embora as partes sejam consideradas solteiras e, como tais, têm limitações quanto a heranças e outras garantias reservadas aos casamentos entre pessoas de sexo diferente.
 
 
Hoje, essas pessoas puderam mudar a situação porque em maio, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) do Brasil legalizou de fato o casamento gay, pelo qual os registros civis são obrigados a transformar uma união estável em um casamento se assim for solicitado e não possível negar a união para os casais de pessoas do mesmo sexo.
 
Os 132 casais puderam convidar até dez parentes ou amigos, fato que fez com que o auditório onde foi celebrado o casamento coletivo ficasse pequeno.
 
 
Todos celebraram a união com gritos e aplausos e, no final, festejaram com um beijo coletivo, justo depois da tradicional troca de alianças.
 
Na cerimônia esteve presente o presidente da Associação de Magistrados do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio dell' Orto, que assegurou que "é muito fácil colocar na Constituição que todos os brasileiros são iguais perante à lei, mas é muito mais difícil fazer isso na realidade".
 
Dell'Orto acrescentou que as uniões de hoje foram "casamentos" e que "não têm outro nome".
 
O casamento coletivo foi uma ação conjunta do programa "Rio Sem Homofobia", a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos do estado do Rio de Janeiro, o Tribunal de Justiça do estado do Rio de Janeiro, a Defensoria Pública e a Associação de Registradores de Pessoas Naturais do estado (ARPEN).
 

Comentários