10/12/2013

Universidade do Ceará dá posse à 1ª professora travesti doutora do país

 
Publicado pelo G1
 
A primeira travesti doutora do país, a cearense Luma Nogueira de Andrade, tomou posse nesta segunda-feira (9) do cargo de professora efetiva da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), no município de Redenção, a 52 km de Fortaleza. Com a posse, Luma torna-se a primeira travesti doutora a fazer parte do quadro de docentes efetivos de uma universidade pública federal de acordo com a Unilab. “Como educadora, espero preparar os estudantes para lidar com as diferenças, principalmente no que diz respeito ao mundo do trabalho”, afirmou a travesti.
 
Luma Andrade vai integrar o Instituto de Humanidades e Letras (IHL). A professora, que concluiu o doutorado em 2012 pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará, é ainda a única travesti a ter o título de doutora no país. Antes de ingressar na Unilab, Luma era professora concursada da rede estadual de ensino e trabalhava como superintendente escolar da Secretaria de Educação do Estado do Ceará, em Russas.
 
“Busquei na educação formas de superar as dificuldades financeiras, sociais e, principalmente o preconceito por ser travesti. Hoje é um dia de vitórias, conquistas e superação. É um momento simbólico de libertação e respeito aos direitos humanos. É um marco para o movimento LGBT. Assim como os negros são discriminados, nós também sofremos discriminação social”, comentou.
 
Na solenidade, também tomaram posse outras duas professores, a professora Cláudia Ramos Carioca, para o IHL; e Eveline de Abreu Menezes, para o Instituto de Ciências Exatas e da Natureza (ICEN). A Coordenadora Especial de Políticas Públicas LGBT do Governo do Estado do Ceará, Andrea Rossati, esteve presente na cerimônia de posse. “Este é um momento muito caro tanto para Luma como para o movimento LGBT. Temos que adestrar tigres e leões para vencer o preconceito seja através da educação, da política e de outras formas”, afirmou.
 
A Unilab foi criada em 20 de julho de 2010 e instalada em 25 de maio de 2011. A universidade recebe alunos dos países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – CPLP, especialmente os países africanos.
 
 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques