01/01/2014

Jovem britânico responde aos casos de homofobia plantando amores-perfeitos pelo mundo

 
Publicado pelo Dezanove
 
O site GreenSavers faz-nos chegar a história de Paul Harfleet, um jovem britânico, que decidiu pôr em prática nas ruas e online uma ação original para combater a homofobia.
 
Em 2005 o jovem Paul sofreu três ataques homofóbicos no mesmo dia. Os casos ocorreram quando Paul passeava com o namorado nas ruas de Manchester. Paul Harfleet decidiu então criar o projecto The Pansy (amor-perfeito em português), plantando estas flores em locais onde homossexuais foram vítimas de algum tipo de violência. Nesse local é tirada uma foto que é depois publicada online.
 
 
As fotos já ultrapassaram fronteiras e chegaram de Viena, Nova Iorque, Berlim, Belfast, Graz, Hong Kong ou Istambul. Nos últimos sete anos já foram plantados mais de 10 mil amores-perfeitos, que na Idade Média eram considerados amuletos para combater o mal.
 
“O humilde amor-perfeito torna-se num registo: é um resquício da ocorrência pública (do desrespeito) que, ao mesmo tempo em que é profundamente pessoal, está disponível para o público nas ruas da cidade e na internet”, explicou o jovem designer, à publicação Planeta Sustentável.
 
 
O Sunday Times, o Huffington Post, a BBC e a revista Out já fizeram eco da ideia do artista Paul Harfleet, que entretanto criou uma linha de merchadising com amores-perfeitos para angariar fundos.
 
Quem quiser colaborar com o projecto à distância, pode aceder ao manual (em inglês) disponilizado pelo autor e que fornece instruções sobre como plantar amores-perfeitos, fotografá-las e enviar as fotos para o site deste projecto.
 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques