29/03/2014

Inglaterra e País de Gales celebram primeiros casamentos gays

 
Publicado pelo DW
 
Lei que estabelece matrimônio entre pessoas do mesmo sexo foi aprovada em 2013, mas só entrou em vigor neste sábado. Premiê britânico felicitou recém-casados, e prédios do governo hastearam bandeiras do arco-íris.
 
Os primeiros casamentos entre pessoas do mesmo sexo na Inglaterra e no País de Gales foram celebrados à meia-noite deste sábado (29/03). Vários casais homossexuais em diversas cidades desses países disseram sim já nas primeiras horas do dia em que a legislação, aprovada em 2013, entrou em vigor.
 
"Parabéns a todos os casais do mesmo sexo que se casaram hoje. Eu os desejo toda a felicidade para o futuro", escreveu o primeiro-ministro inglês, David Cameron, em sua conta no Twitter.
 
O premiê classificou a mudança como "um momento importante para nosso país". Uma bandeira do arco-íris, que representa a comunidade gay, foi hasteada em prédios do governo em Londres, para comemorar a nova legislação.
 
Desde 2005, a união homossexual é reconhecida, prevendo direitos e deveres similares ao casamento civil, mas ainda não era permitido que casais gays se casassem oficialmente. Com a nova lei, comunidades religiosas podem decidir se celebram ou não a cerimônia para pessoas do mesmo sexo.
 
O arcebispo de Canterbury, Justin Welby, líder dos 80 milhões de fiéis anglicanos no mundo, afirmou que sua igreja aceita a nova lei e que continuará a demonstrar "o amor de Cristo a todo ser humano". A Igreja Anglicana se opunha à nova legislação. Apenas na Inglaterra e País de Gales
 
O líder do partido conservador, Cameron, só conseguiu aprovar a nova legislação com ajuda da oposição, o Partido Trabalhista. O primeiro-ministro enfrentou resistências dentro do seu próprio partido.
 
Entretanto, a nova legislação não é válida para todo o Reino Unido. Homossexuais podem se casar somente na Inglaterra e no País de Gales. Ainda neste ano, a medida entrará em vigor também na Escócia, onde o Parlamento estabeleceu em fevereiro as bases para o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo.
 
No Irlanda do Norte, ainda não há planos e perspectivas para uma legislação semelhante.
 
CN/dpa/afp/ap
 
Veja postagem no DW: Clique aqui!
 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques