Presidente do Peru afirma que país pode decidir sobre casamento gay em breve

 
Visto na Revista Lado A
 
Sem querer dar sua opinião pessoal mas apontando se a favor do reconhecimento dos direitos civis entre pessoas do mesmo sexo em seu país, o presidente do Peru, Ollanta Humala, afirmou que o tema entra ainda este ano em discussão no Congresso do país. Para a agência alemã Deutsche Welle, o presidente afirmou: “Acredito em um país no qual se deve respeitar a ordem constitucional. O Estado tem que lutar contra todo o tipo de discriminação. Mas também me parece ser importante entender que todos têm as mesmas liberdades e se alguma pessoa sente que os seus direitos estão postos em causa, é possível rever as leis e corrigir ou ampliar a abrangência. É uma questão de rever as leis”, afirmou o presidente peruano.
 
No país, um projeto de Lei da União Civil do deputado Carlos Bruce Montes prevê o reconhecimento civil dos casais do mesmo sexo em situação alusiva ao casamento. A proposta garante igualdade de muitos direitos mas sem entrar na questão da igualdade legal e social promovida pelo termo casamento.
 
O presidente ex militar chegou ao poder em 2007, depois de sua mãe afirma que o filho “fuzilaria os homossexuais”, declaração que foi desmentida pela família posteriormente. Depois de reeleito, em 2012, promoveu a alteração de uma nova lei que autorizava as forças policiais do país de aposentar funcionários gays em relacionamentos “escandalosos”. O presidente conservador e religioso vem se mostrado mais sensível à questão gay e se esforça para governar em um ambiente retrógrado. Reeleito com apoio da comunidade gay, o presidente defende os direitos constitucionais e a igualdade a todos em um país conservador que vem se modernizando nos últimos anos.

Comentários