15/09/2014

Judaísmo Conservador ordena seu primeiro rabi assumidamente homossexual em Israel


Visto no Portugal Gay

A denominação de Judaísmo Conservador, também chamado do Movimento Masorti, ordenou pela primeira vez um rabi homossexual.

O novo rabi da Sinagoga Adat Shalom Emanuel é um homem homossexual de 49 anos, nascido no Reino Unido chamado Mikie Goldstein. Goldstein terminou os seus estudos no Seminário de Teologia Judaico em Nova Iorque este ano, e há duas semanas foi ordenado como rabi na Sinagoga Adat Shalom Emanuel na cidade de Rehovot em Israel.


O movimento religioso de Judaísmo Conservador só começou a aceitar estudantes abertamente homossexuais em abril de 2012. Goldstein serviu em 2 sinagogas em Nova Iorque antes de voltar a Israel. Goldstein afirma que o seu objetivo é combater o Judaísmo Ultra-Ortodoxo. “O meu lema é dar o Judaísmo de volta às pessoas. Considero que o poder dos Ortodoxos neste país estão a querer instaurar uma forma de ser Judeu… E pensei que se alguém tem que tomar uma decisão, então essa pessoa serei eu. Então fui estudar. Quem me interessa são os milhões de Israelitas que se afastaram por completo do Judaísmo. Quero certificar-me que eles se vão sentir bem vindos na sinagoga, seja no shul, seja na biblioteca. Não quero que as pessoas tenham medo de passar a porta, e agora sinto que muitas pessoas o têm.”


O Judaísmo Conservador foi mais lento na sua aceitação das pessoas LGBT que os movimentos Reformista e Reconstrucionista, em que já existem rabis homossexuais e a celebrar casamentos homossexuais há vários anos.

O Rabi Goldsteing é casado há já 20 anos com o diplomata veterano Isi Yanouka, o atual embaixador israelita na Costa do Marfim.

Veja direto no Portugal Gay

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques