23/10/2014

Argentina dá refúgio a jovem gay que fugiu da Rússia por discriminação

 
Visto no G1
 
Rapaz de 28 anos foi reconhecido oficialmente como refugiado por governo. Perseguido, jovem fugiu há 2 anos de seu país; identidade não foi revelada.
 
O governo da Argentina outorgou pela primeira vez a condição de refugiado a um jovem homossexual russo que escapou de seu país por ser vítima de discriminação e violência por sua identidade sexual, informou nesta segunda-feira (20) à Agência Efe a Federação Argentina de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transsexuais (Falgbt).

A Comissão Nacional para os Refugiados (Conare) argentina admitiu seu pedido após reconhecer em um ditame a fustigação sofrida pelo jovem de 28 anos e a falta de proteção estatal que têm as minorias sexuais na Rússia.

O jovem, a quem chamam de "Gene" no relatório para preservar sua privacidade, tinha deixado seu país natal pelo constante assédio que recebia e há dois anos pediu ajuda à Falgbt através de um contato que conheceu nas redes sociais.

"Esperamos que a partir deste primeiro caso a Argentina se posicione como destino de refúgio", disse à Efe o presidente da Falgbt, Esteban Paulón.

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques