28/10/2014

Em biografia, Ivete Sangalo ignora namoros passados e fala de rumores sobre ser lésbica


Do Extra

Ivete Sangalo não dedicou nenhum capítulo de sua biografia “Pura paixão” (Editora Agir), que chega às livrarias em novembro, a amores do passado. A cantora ignorou o assunto e priorizou histórias sobre infância, família e carreira na obra que comemorará os 20 anos de carreira.

“O fato de hoje ela estar bem casada e ter formado sua própria família faz com que esse assunto não lhe pareça tão relevante. A ideia era que ela ficasse à vontade para relembrar as histórias que quisesse. Não que houvesse assuntos proibidos, mas era natural que só relembrasse de histórias que ainda façam sentido para ela”, avalia o autor Jorge Velloso.

Antes de se casar com o nutricionista Daniel Cady, com quem tem um filho, Marcelo, de 5 anos, a baiana viveu relacionamentos com o empresário Marcelo Rangel (1998), o Luciano Huck (1999), o música Davi Moraes (2002), o estudante Marcelo Valente (2005), o dançarino Fábio Duarte (2005), o empresário Marcus Braga (2006), o modelo sérvio Andrija Bikic (2007) e o empresário Felipe Simão (2008).

Sem a intenção de ser polêmica, a biografia toca, no entanto, sobre os rumores de que seria gay. “Em algum momento das entrevistas ela falou sobre o assunto. O engraçado é que isso nunca foi uma questão. Ivete até brincou que assumir um relacionamento homossexual para um baiano não é exatamente algo difícil”.

Em “Pura paixão”, Ivete também entrega a vontade de fazer cinema e fala de hábitos que mantém, como andar de ônibus e de patinete com o filho numa praça em Campo Grande, bairro onde mora em Salvador. Jorge Velloso afirma ainda que o livro tem potencial para ser levado ao cinemas. “As histórias sobre a infância dela são muito saborosas. E ela consegue relembrá-las com detalhes. Traz pontos que até fãs não conheciam”, encerra Velloso.

Veja direto no Extra

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques