21/11/2014

6 documentários nacionais sobre LGBT que você deve assistir antes de morrer


Por SeisMais6 
By Desirée Pechefist


“São Paulo em Hi-Fi”

O documentário de Lufe Steffen, é um retrato das noites gays em São Paulo nas décadas de 1960, 1970 e 1980.

Com depoimentos e documentação audiovisual, “São Paulo em Hi-Fi” percorre um caminho histórico que mostra como era ser LGBT ou dançarino das famosas casas noturnas que marcaram a época.

Ao mesmo tempo que passa pela plumagem e alegria de boates famosas, vai a lágrimas nos anos 80, quando retrata a imposição da Ditadura Militar, e a dificuldade que explosão da AIDS causou no público LGBT que recém conquistava seus direitos.

“São Paulo em Hi-Fi” é de 2013 e foi premiado na 23º edição do festival português de cinema LGBT Queer Lisboa.

Trailer:


“De Gravata e Unha Vermelha”

Com a direção de Miriam Chnaiderman, foi escolhido como melhor documentário na entrega dos prêmios “Félix”, parte da premiação do Festival do Rio. (O Prêmio Félix foi criado neste ano para premiar os melhores filmes com temáticas LGBT presentes no Festival).

Transsexuais, transgêneros e entusiastas debatem sobre uma defesa da livre escolha de genêro, pautando perguntas como ‘O que é masculino? O que é o feminino?’.

Entrevistas com Ney Matogrosso, Laerte, Dudu Bertholini, João Nery , Letícia Lanz, entre outros, criam um cenário a partir do jeito que cada um encontra de se respeitar na construção do próprio corpo.

Trailer:


O segredo dos lírios

O curta de 2012 de Brunna Kirsch e Cris Aldreyn, mostra depoimentos de três mães (Estela, Christiane e Vera), ambas com filhas lésbicas.

Elas contam sobre o processo de criação, descobrimento e aceitação da sexualidade de suas filhas.

Documentário Completo:


Dzi Croquettes

Documentário de 2009, dirigido por Tatiana Issa e Raphael Alvarez, narra a história do Dzi Croquettes – grupo famoso nos anos 70, formado por atores e bailarinos que realizavam espetáculos andróginos no Rio de Janeiro.

“Dzi Croquettes” narra a trajetória do grupo que fazia apresentações irônicas e inteligentes, usando roupas femininas e salto alto em meio ao cenário repressor da Ditadura Militar. Por isso, o grupo se estabelece como símbolo do contracultura no Brasil, ganhando repercussão também no exterior e abrindo portas para outras iniciativas artísticas, como o teatro brasileiro.

Premiado em diversos festivais, o documentário traz ainda, depoimentos de famosos como Gilberto Gil, Nelson Motta, Pedro Cardoso, Miguel Falabella, Ney Matogrosso, Marília Pera, Cláudia Raia e Liza Minnelli.

Trailer:


O mesmo amor

“O Mesmo Amor” mostra como cristãos da comunidade LGBT seguem a doutrina religiosa.

O documentário percorre a história de vida de vários personagens que eram discriminados dentro das suas próprias igrejas, e apresenta a Igreja Cristã Evangelho Para Todos, que é uma das primeiras igrejas cristãs do Brasil a pregar a Teologia Inclusiva.

A Teologia Inclusiva segue da premissa de que o amor de Deus é para todos, assim como a doutrina religiosa.

Documentário Completo:


Favela Gay

Com a direção de Rodrigo Felha, o documentário “Favela Gay” mostra através de histórias em situações conflitantes, como aceitação da família ou embates diretos entre traficantes, como é a homossexualidade dentro das favelas cariocas.

A partir da perspectiva da comunidade LGBT da favela carioca, são discutidos temas como a homofobia, o preconceito, trabalho e aceitação da família.

“Favela Gay” é um retrato do cotidiano dos grupos LGBT no Rio de Janeiro, nas comunidades do Andaraí, Cidade de Deus, Complexo do Alemão, Complexo da Maré, Rio das Pedras e Rocinha. São relatos das experiências e dificuldades que lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros vivem todos os dias em ambientes que muitas vezes são violentos. Por enquanto a circulação do documentário é apenas em festivais.

Trailer:


Veja no SeisMais6

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques