Ele defendia a "cura gay" num grupo anti-homossexual.... mas agora se casou com um homem


Do site SuperPride 
Por Nelson Sheep

Essa é boa! Tem um cara nos Estados Unidos, chamado John Smid (à esquerda na foto), que ocupou o cargo de diretor-executivo do grupo “Love in Action”, uma organização do mal que considerava a homossexualidade “um pecado”, entre 1990 e 2008.

Pra você ter uma ideia, em 2005, ele prometeu criar um programa que poderia mudar a "opção" sexual de crianças. Ou seja, o cara pregou o ódio homofóbico por mais de uma década, mas, entretanto, todavia, ele acaba de morder a língua. É que o querido anunciou que oficializou sua união com seu parceiro Larry McQueen, segundo informações do The Lone Star Q. Ele é gay e está casado. Oras!

“Eu tinha fé de que algo iria acontecer, mas isso nunca aconteceu. Agora, na minha idade, já não tenho muitos anos restantes, não posso viver mais assim pelo resto da minha vida. Então, eu pensei que não, eu não estou disposto a continuar empurrando algo que não vai ocorrer”, disse em entrevista à publicação.

“Conheci McQueen gradualmente, até que chegou um momento em que descobrimos que queríamos conhecer melhor um ao outro por meio de uma relação amorosa. Conforme saiamos, compartilhávamos as mesmas expectativas de vida, filosofias pessoais e nossos valores de fé. Encontramos uma compatibilidade que era confortável e emocionante”, disse John numa publicação no Facebook.

Veja no Superpride

Comentários