25/01/2015

Documentário produzido por apresentador da BBC, Scott Mills, retrata a realidade dos homossexuais na Uganda


Visto no Catraca Livre

Scott Mills é o 12º colocado na "Independent on Sunday's Pink List", lista que destaca LGBTIs influentes na Grã-Bretanha. Apresentar de rádio na BBC e DJ, ele declarou sua homossexualidade em público e desde então participa da luta pelos direitos civis igualitários.

Entre seus feitos está um documentário chamado "O pior lugar do mundo para ser gay", no qual o ativista vai até a Uganda, país africano, para retratar a realidade de LGBTIs que sofrem com as leis que não apenas limitam suas vidas, mas as condenam de diversas formas.

No ano passado, o parlamento ugandense aprovou a prisão perpétua a homossexuais que expressam afeto ou deixassem clara sua sexualidade em público. Muitas pessoas tentaram fugir do país devido a tal intolerância. Já em 2014, o Tribunal Constitucional do país revogou a lei, o que deu à comunidade LGBTI algum alívio. Mas a luta continua, pois o preconceito está enraizado na sociedade.

O doc de Mills, apesar de abordar um tema tenso, demonstra o quão determinados estão os gays e lésbicas que buscam seu lugar de direito no mundo - e como a discriminação, diferente da orientação sexual, deveria ser considerada um crime inafiançável. Veja abaixo o filme na íntegra.


Veja direto no Catraca Livre

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques