05/02/2015

Canal de TV de Angola suspende novela após cena de beijo gay


Visto no site do O Globo

Depois de exibir um beijo gay na novela “Jikulumessu” no último dia 28, o TPA, canal de televisão pública angolana, suspendeu a exibição de novos episódios. A produtora resposável pelo programa pediu desculpas públicas pelo ocorrido.

Um dos protagonistas do beijo que causou tamanha polêmica, o ator Pedro Hossi se disse assustado com o discurso raivoso da parcela da população que não aprovou a cena.

— Assustei-me com a violência dos discursos. Não esperava que a cena levaria a uma polêmica tão grande, e acho que ela precisa ser bem conduzida. É preciso promover um diálogo saudável sobre a diversidade, sem extremismos — comentou por telefone Pedro, que, no momento está em Portugal, onde se prepara para atuar e produzir o filme “As mulheres do meu pai”, baseado na obra do célebre escritor José Eduardo Agualusa. — É triste que a confusão tenha culminado com a censura da novela.

A produtora Semba Comunicação divulgou um comunicado em sua página no Facebook se desculpando por imagens que “possam ter ferido susceptibilidades” e que algumas pessoas “podem ter considerado impróprias”. Mas ressalta, porém, que a novela “visa a encorajar o diálogo na sociedade sobre a tolerância e o respeito por todos os grupos sociais”. A direção da Semba afirma ainda que a história da novela será modificada. “Tomamos, assim, a decisão de fazer algumas correções na representação de alguns conteúdos mais sensíveis para assegurar que a abordagem dos mesmos em ‘Jikulumessu’ mantenha o valor pedagógico inicialmente pretendido”.

Na trama, o ator Pedro Hossi interpreta um homem casado e com dois filhos, que se envolve com um jovem solteiro, interpretado por Lialzio Almeida.

Hossi soube que a novela seria tirada do ar na segunda-feira, quando sentou em frente à TV com a família para assistir a um novo capítulo. Foi então que a rede anunciou que, “por problemas técnicos”, não exibiria o episódio. Ao tentar se informar sobre o problema ocorrido, o ator descobriu que o motivo da suspensão era cena carinhosa entre os personagens Carlos Nambe e Gerson Cange Gonçalves.

— Não cabe a mim julgar o personagem. Só quero contar sua história, e o beijo era importante porque avançava a história de amor entre os dois — explica o artista. — Não sou homossexual, mas defendo que todos tenham seus direitos. Está claro que esse é um tema que ainda desperta muita confusão e que precisamos falar sobre isso. Acho que é o momento perfeito para promover essa discussão em Angola.


Veja direto no O Globo

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques