Elton John critica declaração conservadora de Dolce & Gabbana e promove boicote à marca

 
Por LUIZ BELINELI para o Papel Pop
 
O cantor Elton John usou as redes sociais para comentar as declarações polêmicas e conservadoras feitas pelos estilistas italianos Domenico Dolce e Stefano Gabbana, da famosa grife Dolce & Gabanna.
 
Em entrevista, os estilistas defenderam a família “tradicional” e criticaram e a adoção e a criação de filhos por pais gays. “Você nasce de uma mãe e de um pai. Ou pelo menos, é assim que deveria ser. E é por isso que não acredito em crianças criadas pela química, em bebês sintéticos e em barrigas de aluguel”, disseram Dolce e Gabbana para a publicação italiana Panorama.
 
Elton John, que é pai de família e oficializou a sua relação com David Furnish em dezembro de 2014, se manifestou e ainda pediu boicote à marca:
 
“Como vocês ousam se referir aos meus lindos filhos como ‘sintéticos’? Deveriam ter vergonha por apontarem seus dedinhos moralistas à fertilização in vitro… seu pensamento arcaico está em descompasso com nosso tempo, assim como sua moda. Nunca mais voltarei a vestir Dolce e Gabbana”, disse ele usando a hashtag #BoycottDolceGabbana.
 
Depois de desabafar no Instagram, ele recebeu o apoio de personalidades como Ricky Martin, Courtney Love, Victoria Beckham e Ryan Murphy, criador de séries como “Glee” e “American Horror Story”.
 
Ricky Martin, que teve dois filhos através de uma mãe de aluguel em 2008, foi ao Twitter e escreveu: “Suas vozes são poderosas demais para serem esquecidas”, mencionando o perfil da marca.
 
Já Ryan pegou mais pesado e disse que o “suas roupas são tão feias quanto o seu ódio” também usando a hashtag criada por Elton.
 
Já a cantora Courtney Love disse nas redes sociais que juntaria todas as roupas Dolce & Gabbana dela e colocaria fogo em tudo. “Eu quero queimá-las. Estou sem palavras e sem saber o que sentir. Boicote ao preconceito sem sentido”, escreveu Courtney.
 
E a fashionista Victoria Beckham preferiu mandar carinho para os amigos de longa data, Elton John e família: “Mandando o meu amor para Elton David Zachary Elijah & todas as belas crianças nascidas de fertilização in vitro”.
 
Dolce & Gabbana pedem desculpas
 
Depois de verem a repercussão de suas declarações, os estilistas divulgaram um comunicado tentando explicar a situação. Stefano, inclusive, anda postando print de várias matérias e declarações de fãs da marca no Instagram pedindo “liberdade de expressão”.
 
“Sou siciliano e cresci com um modelo da família tradicional, feito de mãe, pai e filhos. Sei que existem outras realidades e é justo que elas existem, mas na minha opinião isso é o que me foi dado. Cresci assim, mas isso não significa que não vou aprovar outras opções […] Nós acreditamos na democracia e pensamos que a liberdade de expressão é essencial. Não era nossa intenção emitir juízos sobre as escolhas dos outros”, disseram.
 
Em 2006, Gabanna disse que não concordava com a ideia de uma criança crescer com dois pais homossexuais. “Uma criança precisa de uma mãe e de um pai. Eu não conseguiria imaginar a minha infância sem a minha mãe. Também acredito que é cruel tirar um bebê da sua mãe”.

Comentários