19/03/2015

Madonna defende gays em post contra dupla Dolce & Gabbana

 
Por Bruno Astuto para a Revista Época
 
O boicote armado por Elton John contra Dolce & Gabanna nas redes sociais continua. Vale lembrar que a dupla de estilistas Domenico Dolce e Stefano Gabbana declararam em entrevista à revsita Panorama serem contra fertilização in vitro por pais ou mães gays, como a coluna publicou nesse domingo (15). Desta vez, um nome de peso aderiu ao movimento: Madonna.

A grife chegou a fazer figurinos provocadores para a cantora, como os famosos corselets. Pois bem, ela postou em sua conta na rede social uma foto que fez para uma campanha da marca em que segura um bebê. Na legenda: "Todos os bebês têm alma, contudo eles nascem nessa Terra em famílias. Não há nada de sintético em suas almas. Então, como podemos descartar a fertilização in vitro e barriga de aluguel? Toda a alma vem a nós para nos ensinar uma lição. Deus coloca suas mãos em tudo, mesmo na tecnologia. Somos arrogantes em pensar que o homem faz tudo sozinho. Pense antes de falar".

Nas palavras de Stefano, "somos contra a adoções de crianças por casais gays. A única familia é a de forma tradicional. Você nasce e tem um pai e uma mãe Ao menos deveria ser assim. As crianças saídas da química são crianças sintéticas”. O primeiro a se pronunciar foi Elton, que tem dois filhos graças à técnica. "Como você se atreve a chamar meus filhos de sintéticos? Seu pensamento é arcaico. Nunca mais vestirei suas roupas. #BoycottDolceGabbana".

O estrago estava feito. E suas consequências foram imediatas. Nessa terça-feira, Giuliano Federico, editor-chefe da Swide Magazine, revista online da grife, anunciou demissão do cargo. Federico, que também é gay, afirmou que não poderia fazer parte da publicação depois das afirmações da dupla e usou o Facebook para divulgar sua decisão. "Foi uma decisão difícil. Ao longo dos últimos anos, juntamente com a equipe editorial e muitos colaboradores independentes do mundo inteiro, contamos a história dos italianos ao mundo através da Dolce & Gabbana. Acredito que eles deveriam seguir seu caminho e simplesmente desenharem roupas, mesmo que um dia eles tenham feito sucesso colocando seus próprios valores nas coleções. Mas as recentes opiniões entraram em conflito com o que penso e com meu compromisso para com os direitos civis em meu país. Por essa razão me demito do cargo. É o momento de cada um de nós fazer pequenas ações para reivindicar aquilo em que acredita. Sou orgulhoso de ser italiano, do nosso passado e tradições, mas eu acredito que a Itália pode olhar para um futuro mais moderno e igual para todos os cidadãos e crianças. Todas as crianças".
 
 

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques