25/03/2015

"Porque tenho orgulho de ser gay"


Por André Nicolau para o Catraca Livre
 
Médicos, professores, jornalistas, estudantes, operários, camelôs, políticos, militares: 10 pessoas falam sobre orgulho de ser gay:
 
No dia 25 março é comemorado o Dia Nacional do Orgulho Gay, que lembra a luta da comunidade LGBTT contra o preconceito e a intolerância.
 
E por acreditar que o reconhecimento está no empoderamento e consciência do papel assumido por homossexuais em todo o mundo, o Catraca Livre destaca diferentes opiniões de pessoas iguais a mim ou a você, leitor, que estão por aí: no metrô, no restaurante, na na escola, no trabalho, praia ou nas ruas. Apenas sendo pessoas.
 
Independente da cor, credo, sexo, profissão ou classe social: 10 pessoas falam sobre orgulho de ser gay:
 
1 - "Tenho tanto motivos pra me orgulhar. Tenho orgulho porque antes de qualquer moral/bom costume eu respeito o que sinto e o que sou. Tenho orgulho porque me tornei um pessoa que sabe respeitar a diferença. Quando você é minoria, você luta por todas as minorias e isso se torna grande."
 
2 - "tenho orgulho de, sendo gay, ter uma cabeça livre de preconceitos, da capacidade de entender o outro além do ser gay, trans ou hétero"
 
3 - "É isso. Eu sou gay e isso é parte de mim, é o que eu sou. A gente tem que gostar da gente exatamente assim, não por ser gay ou hétero, mas por ser humano."
 
4 - “Porque eu jamais seria quem eu sou se não tivesse passado por tudo que passei. Nas dificuldades entendi que a causa não está ganha e isso me dá forças pra quebrar um novo paradigma todos os dias”.
 
5 - "Tenho orgulho de ser gay porque é assim que me sinto pleno em meus sentimentos e desejos. É assim que me sinto verdadeiro comigo mesmo. Meu orgulho é de não negar essa minha essência, que já neguei em tempos atrás. "
 
6 - “Tenho orgulho de ser gay porque isso me mantém alerta pras desigualdades sociais. Muitos gays hoje em dia se veem numa situação confortável um pouco pela condição sócio econômica em q se encontram. Mas essa liberdade de expor uma parte do q são vem de uma luta que na verdade ainda não se encontra vencida. O orgulho é importante pra não perde de vista nem o passado e a historia nem as possibilidades de mudança (e melhora) no futuro”.
 
7 - "Tenho orgulho de ser gay porque cada dia vivido é um dia sobrevivido, uma lição de resistência. E mesmo com tantas formas de opressão ainda consigo sorrir e querer bem mais do que me impuseram durante a vida toda. Tenho orgulho porque me mereço, sinto-me, vejo-me. Percebo que o que há de mais especial em mim é o que há (ou deveria haver) em qualquer outra pessoa: a capacidade de amar. Minha (r)existência é minha militância.”
 
8 - "Tenho orgulho da coragem que tenho em me assumir à uma familia extremamente preconceituosa e religiosa. Sentar na frente dos seus pais, sabendo da criação que eles foram submetidos, exige ousadia. Exige coragem. Tenho orgulho da vontade que tenho em combater o preconceito, por acreditar em mundo melhor. Tenho orgulho em poder amar de forma legitima, pois o amor não depende de cor,raça,credo ou classe social. Muitos escondem o seu verdadeiro eu, tenho orgulho em poder mostrar quem eu sou.”
 
9 - “Ser gay significa ter forças para se levantar da cama todo dia e enfrentar o ódio e a ignorância no trabalho, na escola, em casa, no mercado, nas ruas. Significa defender, muitas vezes de forma silenciosa, aquilo que mais importa: a sua própria dignidade. Significa derramar o próprio sangue para evitar que mais sangue seja derramado por mãos impetuosas. Se isso não é motivo de orgulho, se sorrir enquanto todos pedem para que você chore não é motivo de orgulho, não sei mais o que pode ser.”
 
10 - "O Brasil está construindo sua recente democracia. Essa jovem de 26 anos permite a todos cidadãos se organizarem e manifestar suas demandas. E o regime democrático é o único que toma como legítimas as demandas sociais e que ainda não são atendidas. Está na nossa lei máxima, a Constituição Federal (CF), a garantia da dignidade humana (art. 1º) e a igualdade entre as pessoas (art. 5º) Ser trans no país que mais mata pessoas trans no mundo é uma luta pela existência. Uma luta garantida pela CF, uma luta pela garantia de que sejamos incluídxs na sociedade. Que sejamos pessoas e cidadãs com os mesmos direitos e prerrogativas. E essa é uma luta incansável, pois diária. Sair de casa, andar na rua, ter o nome respeitado (não o social, que é um engodo, mas poder alterar o nome de registro pois é a pessoa humana quem define como se entende, não os poderes jurídico e médico), conseguir um emprego, ter um relacionamento saudável. Enfim, ser uma pessoa como qualquer outra, com direito a existir e ter uma vida digna. É, pois, a luta pela a vida a luta por direitos para pessoas LGBT".

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques