"Acredita na Peruca estreia com humor inteligente e boa atuação" Por Renato Kramer

Por *Renato Kramer para a FOLHA


"Bicha é a sua classificação no mundo animal! Veja lá como fala comigo!", diz Maria Eleonora Monteiro de Alcântara (Luiz Fernando Guimarães), a protagonista de "Acredita na Peruca" (Multishow), que estreou nesta segunda-feira (17).
 
Sem medo de ser "politicamente incorreta" e sem papas na língua, a falida socialite Eleonora solta o verbo: "Eu tenho horror à Disneylândia. Sempre tive medo de gente vestida de pelúcia, me dá claustrofobia!".
 
O roteiro e a direção do programa é do talentoso Charles Möeller, que coleciona sucessos no mundo dos musicais em fértil parceria com Cláudio Botelho. Seu texto em "Acredita Na Peruca" é ágil e carregado de um humor irônico, inteligente e escancaradamente debochado: delicioso!
 
O elenco afiado colabora para que a direção de Möeller flua com naturalidade. É encabeçado pelo carismático Luiz Fernando Guimarães, que imprime o seu "savoir faire" de comediante que finge jogar o texto fora, valorizando cada palavra por vezes claramente improvisada. O ator não força a graça. Joga-a no ar com sutileza e o "timing" certeiro. E o resultado é humor dos melhores.

Assim que saem de sua boca pérolas como quando fala de sua arqui-inimiga. a insuportável Maria Eduarda (excelente atuação de Fernanda Nobre): "Ela é VIP: Vagabunda, Ignorante e Piranha!". Também quando se refere a sua revoltada filha Silvia (a também talentosa Cláudia Missura): "Você nunca teve babás, você teve padres exorcistas enviados pelo Vaticano!".
 
Algumas boas tiradas ficam a cargo da drag queen Lucy In The Sky (o ótimo Beto Carramanhos). Ao ouvir de Sebastian (o não menos talentoso Eucir de Souza), fiel mordomo de Eleonora, a reclamação chorosa de que o seu "bofe", o go-go boy Carlão (o belo João Gabriel Vasconcellos) é um traidor, Lucy solta sem dó nem piedade: "Não faz a Sandy, não, gatinha!".
 
Ao ouvir que a patroa fizera mais uma plástica: "É que eu tava parecendo um sharpei de tanta dobra!", argumentou —Lucy, atrevida, a cutuca: "22 plásticas, Eleonora? Pelo visto não deu nada certo. Olha a tragédia!". "Tragédia foi você ter nascido!", retruca Eleonora que afirma sobre Lucy: "Não sei nem de onde ela saiu, mas também não me interessa".
 
Para completar o quadro da decadência, além de ter que aceitar ajuda financeira de Maria Eduarda que lhe roubou o marido e é adepta da máxima de Val Marchiori ("O que vale é que sou linda, loura, magra e rica!"), Eleonora precisa para abrir o seu "centro estético" do dinheiro da ex-atriz pornô Sthephanie (a espevitada Miá Mello), que roubara o marido da sua destemperada filha Silvia.
 
Para encerrar o primeiro divertido episódio de "Acredita Na Peruca", Coral (marcante presença de Gottsha), mãe de Maria Eduarda —que atualmente vende empadas mas já foi Rainha da Discoteca em Bangu (RJ) como Laura Elle, solta a voz com o sucesso clássico de Gloria Gaynor: "I Will Survive".
 
Vestindo os acertados figurinos de Domingos de Alcântara, Maria Eleonora Monteiro de Alcântara deixa claro a que veio quando declara: "Botox é a melhor coisa que inventaram desde a luz elétrica. Você paralisa os músculos da face e reage a fatalidades e felicidade do mesmo jeito!".
 
"Acredita na Peruca" estará no ar diariamente, de segunda à sexta, às 22h30 no Multishow. Vale conferir.
 
*Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Veio para São Paulo e ingressou na Escola de Arte Dramática (USP), formando-se ator. Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Fez algumas colaborações para a Ilustrada e, sempre a convite, assinou a coluna Antena, da "Contigo". Nesse meio tempo, fez crítica de teatro para o "Jornal da Tarde" e na rádio Eldorado AM. Mais recentemente foi colunista da Folha.com, comentando o BBB11. Atualmente, além de atuar, cursa Filosofia.

            

Comentários