Revista marroquina sai de circulação após publicar capa perguntando se gays deveriam ser queimados


Visto no ParouTudo
A mais recente edição da revista marroquina “Maroc Hebdo” não ficou muito tempo nas bancas. Ela foi tirada de circulação em decisão da própria editora que a imprime após uma chuva de críticas.
Os comentários ferozes do público partiram por causa da chamada de capa que mostra um belo casal gay com o título “Os homossexuais devem ser queimados?”.
Em comunicado, o diretor da publicação disse que a edição “despertou reações muito iradas com o tema em questão” e pediu “desculpas a todos os leitores que se sentiram ofendidos pelo tema”, apesar de assegurar não ter tido intenção de cair “no sensacionalismo fácil e nem nos temas provocadores”.
A reportagem tratava da penalização aos gays no Marrocos – que podem ser presos por até três anos – e questionava se a homossexualidade deveria ser descriminalizada. A conclusão era de que não deveria.
Para se ter uma ideia do tamanho da homofobia, no país, no início do mês, um casal marroquino foi preso por se beijar em público. Em abril, um turista canadense foi detido acusado de fazer sexo gay. Em dezembro, dois homens foram condenados a três anos de prisão por ‘práticas homossexuais’.  Isso, só para ficarmos nas condenações mais recentes.

Comentários