Vereador de Goiânia quer obrigar leitura da Bíblia nas escolas: “acho positivo, ao invés de que kit gay”


O vereador Mizair Lemes Jr. (PMDB) propôs, nesta quinta-feira (2), um projeto de lei que obriga a leitura de trechos da bíblia antes das aulas na rede pública de educação. “Sei que é polêmico, sei que tem gente contra, mas fiz uma pesquisa e tive aprovação de 70 a 80% das pessoas”, afirmou ele.
Ele justificou a criação do projeto dizendo que, mesmo não sendo muito religioso, recebeu o pedido de pessoas que são e achou a manifestação justa.  “A Bíblia é um livro sagrado que tem em seus escritos várias partes interessantes que ajudariam os professores a ter um momento de reflexão e poder iniciar as aulas do dia com uma mensagem positiva”, acrescentou ele.
“Acho que é um projeto positivo, ao invés de kit gay, de questões de ideologia de gênero que estão querendo colocar aí, isto não é positivo”. Mizair disse ainda que a Bíblia é um livro universal que tem um grande número de seguidores principalmente no Brasil. “A gente vê que quase a totalidade da população é cristã e o livro é usado pelo catolicismo, pelos evangélicos, até mesmo por pessoas do Espiritismo”.
Questionado se isso não ia contra o estado laico, o vereador afirmou que “O Estado é laico, mas também não é ateu”. Segundo ele, a medida não desrespeitaria os alunos que não seguem a Bíblia. Para Mizair, eles têm “o direito de não concordar, mas também têm que respeitar” aqueles que creem no livro sagrado do cristianismo.

Comentários