13/09/2015

Elton John quer falar de direitos dos homossexuais com Putin



O astro britânico do pop Elton John gostaria de se reunir com o presidente russo, Vladimir Putin, para discutir o tema dos direitos dos homossexuais na Rússia e explicar a ele que "os gays não são um problema", disse o músico à BBC.

"Gostaria muito de vê-lo, de me sentar com ele e conversar", declarou o cantor e compositor, ardoroso defensor dos direitos dos homossexuais, em uma entrevista divulgada no sábado.

"Diria a ele: venha, os gays não são um problema. Não somos um problema para o mundo. Há problemas muito mais graves", afirmou.

"Seja aberto, e vamos nos unir para tentar resolver os problemas do mundo. Não deixe os gays de lado", acrescentou, considerando que fazer algo assim "provavelmente não surtiria" nenhum efeito.

"Mas ao menos pode me dizer que tentei", declarou o cantor, que tem junto ao seu marido dois filhos nascidos de uma barriga de aluguel. 

A Rússia, onde a homossexualidade foi considerada crime até 1993 e uma doença mental até 1999, adotou em 2013 uma lei que pune com multas e penas de prisão qualquer ato de propaganda homossexual diante de menores.

Os homossexuais são alvos de um número crescente de agressões, com frequência toleradas ou inclusive encorajadas pelas autoridades, denunciou em dezembro a organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW). 

Elton John esteve no sábado em Kiev, onde defendeu os direitos dos homossexuais na Ucrânia, declarando que este país ainda tem um longo caminho pela frente em busca da tolerância.

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques