Hollywood derrapa: Associação LGBT critica homofobia em Ted, O Lobo de Wall Street e outros filmes



Visto no Adoro Cinema

Vídeo compila diversas piadas homofóbicas e transfóbicas no cinema americano recente.


"As pessoas no mundo inteiro adoram ir ao cinema. Mas para o público LGBT, a diversão é feita às suas custas". Assim começa o vídeo Hollywood Must Do Better ("Hollywood precisa melhorar"), feito pela associação GLAAD (Aliança Gay e Lésbica Contra a Difamação, em tradução literal). O grupo de ativistas compilou dezenas de insultos feitos aos gays, lésbicas e transexuais no cinema americano nos últimos anos.

"Ser LGBT ainda é tratado como insulto. E a população LGBT ainda é tratada como motivo de piada, além de serem sacos de pancada. As pessoas trans são amplamente invisíveis, e quando aparecem... Ninguém merece sair do cinema se sentido amedrontado, humilhado ou rejeitado".


O vídeo comprova as ofensas de maneira clara, principalmente em comédias, tendo os personagens masculinos como principais agressores. Ted, Quero Matar Meu Chefe, O Lobo de Wall Street, Sem Dor, Sem Ganho, Êxodo: Deuses e Reis e Mulheres ao Ataque são alguns dos filmes criticados.

Um relatório do GLAAD atesta que, além da representação ofensiva, a comunidade LGBT está ausente em 80% das produções desde 2014. Paralelamente, alguns filmes dedicados à questão gay sofreram alterações históricas questionáveis, como o recente Stonewall, no qual uma ativista transexual negra foi transformada em um jovem branco e musculoso.

Comentários

Postar um comentário

Respeitamos opiniões contrárias às postagens contidas nesse site, mas solicitamos que evitem utilizar esse espaço para fazer propagandas, incluir conteúdos que não tenham vínculo com as postagens ou que visem agredir quem quer que seja. Obrigado!