29/10/2015

Lésbicas são agredidas e presas no Havaí por darem beijo no rosto



Visto no Parou Tudo

Courtney e Taylor foram agredidas, humilhadas e presas por policial homofóbico

Um casal de lésbicas entrou com um processo federal contra um policial do Havaí, nos Estados Unidos, após elas terem sido agredidas e presas apenas por andar de mãos dadas e trocar um beijo no rosto.

Courtney Wilson e Taylor Guerrero, que são da Califórnia, visitavam o Estado em março. Em uma mercearia, elas foram abordadas pelo policial Bobby Harrison, que não estava em serviço, dizendo: “Vocês, garotas, não podem fazer isso aqui”.

Elas o ignoraram, mas ele voltou com um empregado da loja ameaçando-as. O homofóbico agarrou Courtney pelo braço, Taylor tentou intervir. “Eu levei um soco no rosto. Abriu meu nariz. Estávamos no chão”, contou Courtney ao Honolulu News Now.

Elas foram levadas até o porão da loja e continuaram sendo ameaçadas, perguntadas se a conduta delas valeu a pena. As mulheres ainda foram presas acusadas de agressão a um policial, precisaram pagar 12 mil dólares de fiança e não podiam deixar a cidade, e acabaram dormindo num parque.

Depois de tudo isso, o Departamento de Polícia de Honolulu abriu uma investigação interna e pediu desculpas.

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques