08/10/2015

Produtores iniciam campanha para que atrizes trans concorram ao Oscar


Visto no Papel Pop

As companhias Magnolia Pictures e a Duplass Brothers iniciaram a primeira campanha da história de Hollywood, capitaneada por distribuidoras, para que duas atrizes transexuais recebam indicações ao Oscar, na premiação de 2016.

As indicações seriam para o filme “Tangerine”. Nele, uma prostituta (transexual) descobre que o namorado não se manteve muito fiel durante os dias em que ela ficou presa e, junto com uma amiga, ela vai pesquisar mais fundo essa história.

Os produtores querem que Kitana Kiki Rodriguez seja indicada como Melhor Atriz e Mya Taylor como atriz coadjuvante. Reveja o trailer:


Além da temática, o que também chama a atenção no longa é que ele foi completamente filmado num iPhone 5s (com alguns adaptadores de lentes).

A gente sabe que muito provavelmente as duas não serão indicadas, tanto pelo filme ser muuuito indie quanto pela atuação delas não parecer lá essas coisas todas, julgando pelo trailer. Mas a iniciativa é interessante para estimular cada vez mais o reconhecimento de profissionais transexuais no mundo do cinema, em que produções sobre o tema geralmente são feitas com atores cisgênero.

“Uma coisa que se tornou visível é que parece que a TV tem abraçado melhor o que está acontecendo com o movimento trans, com séries como ‘Transparent’ e ‘Orange Is The New Black’. Nós sentimos que a Academia de Cinema ficou um pouco para trás nisso. […] Este é o momento para mudar. Nós estamos no meio de um movimento pelos direitos civis”, disse o produtor Mark Duplass para a Variety.

Nenhum comentário:

Marcador Em Destaques